Páginas

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

a Tolerância é um dom

Sabe eu não aceito fácil essa coisa de... "não gosto de tal pessoa!"
Acho que todos merecem oportunidade de mostrar quem são. Todos merecem expor suas ideias, que as vezes são melhores (sim) que a nossas.
Acho que as diferenças no mundo são tantas, e hoje em dia, são tantos os que colocam empecilhos pra que as amizades aconteçam.
Por pouca coisa um grupo se desfaz. Por motivos bobos as pessoas viram a cara umas com as outras.


Por muitas vezes eu quis explodir... quis gritar com alguns amigos meus, quis chacoalhar, quis nunca mais vê-los na frente. Mas com a graça de Deus, no dia seguinte eu acordava e esquecia tudo que tinha acontecido na noite anterior. Fui acusada, fui traída...
E meus amigos ainda são os mesmos. Porque eu pedi a Deus a graça de perdoá-los. Porque eu pedi a Deus que me mantivesse calma, terna e doce. E sempre, que me diminuísse pra que Sua face transparecesse em mim. Eu amo meus irmãos. Tento amá-los como Jesus amou, e às vezes sofro, mas foi Ele mesmo quem pediu! Sou serva. Quero amá-los ainda mais, mesmo que sofra e sofra e sofra. Quero o dom da tolerância.


Uma coisa que não sei fazer é calar-me. Se eu acho, eu falo mesmo. As vezes dói nas outras pessoas.
Mas também peço o silêncio de Maria, e se panz, era pra eu ser bem menos silenciosa se não fosse por ela.


às vezes eu me ultrapassei sim!
Mas sempre é tempo de se arrepender.
Meus amigos, minhas amigas, vamos ser mais tolerantes!
Meu grande sonho sempre foi unir as facções. Unir as comunidades. Unir os grupos!
Vencer essa tal rivalidade!
E sabe o que eu ouvi: "Meu maior medo, é juntar todo mundo, e perder vários deles!"
E meu coração doeu com essa triste realidade. Porque foi um gole de verdade descendo pela garganta, que... por ser um sonho meu, é difícil de aceitar.
Então até concordei que "é melhor ficar assim, do que perder vários."
Mas meu coração sempre desejará isso. a União.
A aceitação das diferenças. A tolerância. A diminuição dos nossos egos. A vida em comunhão, em comunidade, em CRISTO! Amar como Ele amou! Sentarmos todos a mesma mesa!
A União faz a força. A Força que precisamos pra seguir juntos!
A força que precisamos nessa caminhada. Perseverança e tolerância, é mais fácil com união.
Meu pobre coração sempre sonhará com isso.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O Natal como ele deve ser

AAAAh, esse ano eu vivi o Natal! Como se deve viver!
Eu estava lá, com Ele, quando a noite de 24 de dezembro passou a ser a manhã de 25!
Eu olhei nos sagrados olhos, inocentes, e doces, PUROS olhos daquele menininho tão pequeno e tão frágil naquele "berço" de palha.


Senti-me apaixonada por aquela criança
E essa criança... era o próprio Jesus.
Naquela noite, a capelinha virou um estábulo. E ali na Eucaristia se encontrava o Menino Deus, Adorado, pela mamãe Maria, pelo papai José, e por nós, que humildemente resolvemos fazer uma festa (nem tão surpresa assim!) pra Ele.


Quis pegá-lo no colo, quis acariciar sua cabecinha, quis fazer cócegas na sua barriguinha enrolada em faixas. Quis olhar pra sua Mãe e dizer: "Bendita! Que lindo é Seu filho!"
Quis ajoelhar-me bem ali do lado da manjedoura e olhá-lo por horas. Esquecer do barulho e do comércio lá fora. Esquecer a multidão de jovens que esqueceram do aniversariante.


Minha boca só conseguiu cantar algumas canções e proclamar:
"E o Verbo Divino se fez CARNE, e habitou entre nós!"


A Esperança Chegando - 
Ministério Adoração e Vida


Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na Terra aos homens por Ele amados!

Bem mais perto já se pode ver
A esperança chegando

Sem as honras de um rei
Sem carruagem, sem o brilho do ouro

O seu reino não pertence a aqui
Mesmo assim vêm a ele ouvir
E lhe rendem louvor
Com mantos e com palmas vêm
Coroado ele vem! adorado ele vem!
A ele a honra e a glória, toda a realeza
Cristo salvador chegando está
Coroado ele vem! adorado ele vem!
Já não se calam e proclamam sem cessar
Hosana!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Valorizar

Amigos, que tal uma festa surpresa
com um bolão desses hein!?
Grandes foram as obras de Deus na minha vida neste ano!
Só no mês de dezembro Ele me presenteou com férias!
Com uma grande reconciliação! E não foi em qualquer dia não! Foi no dia da Imaculada Conceição!
Além de dar meu primeiro ano de faculdade com muitas lutas e muito crescimento!
De dar mais um ano em união com meu eterno namorado Gustavo Figueira.
Mais um ano de amizades concretas nas Comunidades São Judas e Sede Santos.
Altas viagens a Bauru com a Kellen. Muitas confidências com as Marias, com a Brubs.
Momentos marcantes. Mudanças radicais.


Por isso nem me atrevo a pedir presente pra Ele, embora precise de alguns! OSKAOPAK
Quero agradecer imensamente a Deus, por mais um ano ter misericórdia dessa pobre pecadora, e mantê-la viva, dia-após-dia desse ano que se passou.
Devo esse aniversário a Você, Mestre!
Obrigada Senhor, pois mais um ano de vida, completando meus 20 anos!
Que Tu me conserves em Tua presença por TODOS os anos que virão!
E mê dê forças todos os dias pra viver em busca da santidade! E claro, a a ajuda da mãezinha que Você me deixou né!
Louvado seja!
Amén.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Amargo sonho

É incrível como às vezes você tá bem, ou simplesmente pensa que está. Aí vem um certo alguém, diz uma ou outra palavra, ou comete um pequenino erro, e aquilo ACABA com seu dia, com sua noite de sono, com seu humor, e com o pouco de esperanças que você estava. Ah. Com a auto-estima também.
Mas por hoje, MAIS UM DIA descendo seco, não vou estragar. É você merece.
Qual o problema em calar mais algumas vezes... mais algumas palavras, mais alguns ANOS?


Feliz demais num dia... um mel...
e um copo de aguardente descendo pela sua goela no outro.


Essa vida é uma realidade muito a mostra.
Por isso eu prefiro sonhar que um dia não vou acordar desse meu sonho.
Por isso prefiro sonhar que um dia a vida será um pouco mais sonho.
Por isso sonho em poder realizar algo diferente dessa realidade.
Por isso queria realizar essa vida como um sonho.
Por isso prefiro pensar no delicioso doce (sonho) ao invés de mentalizar a amargura da realidade.






Querido Travesseiro... espero que você tenha bons lugares pra me levar hoje. Seja cordial, e cavalheiro, por favor. Faça-me esquecer. Em você hoje vou afundar.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Brubs


Minhas manhãs e meus fins de tardes... minhas FÉRIAS estão sendo melhores com você!
Descobri que te amo tanto a ponto de segurar um instinto. De me ferir pra não te machucar...
ou então às vezes de te ferir por saber que você entenderia e aceitaria esse sofrimento.


Descobri que leio seu código genético, sei dar suas respostas, sei de você desde o tom dos fios do seu cabelo até as dificuldades que você vive. EU LHE DECIFRO!


Seus olhos pra mim são como palavras ditas. Sei o que cada olhar fala, o que cada semblante significa, o que cada sorriso demonstra!


É tão intenso como nunca aconteceu. Só pode vim de Deus.
Tenho por você um amor imenso, parece inacabável.
Você sabe quando choro, sabe o que me irrita, sabe os gestos que amo, sabe meus mais íntimos segredos.
Sabe do meu segredo com o próprio Deus.
Porque de você, não tenho o que esconder. Porque de você... NÃO SEI ESCONDER.


Mesmo nos dias privados de tua presença, sinto-te por perto.
O fato é que de algum modo, passamos muito tempo juntas, mesmo sem que nós saibamos.. em ORAÇÃO.
em EUCARISTIA. Em PECADOS.
Nossos alicerces estão em Deus... nossas estruturas estão nas mais poderosas mãos.


Por isso quando me lembro do que o que aquele nosso amigo-irmão disse, estremeço: "Deus dá... e Deus tira!"
Temo pelo dia que isso possa acontecer, por mais que o sentimento em mim seja eterno.
Eu sempre vou amar você. E sempre estaremos unidas de algum modo.
O que temos ultrapassa aquilo que se chama obstáculos e provações, porque temos um Pai, que nos fez grandes irmãs.
Até nossas vozes se completam!


Eu precisava tanto de você, e eis que Deus te colocou no meu caminho.
Posso então dizer que encontrei um tesouro, como a Bíblia diz.
Te amo Bruna Barbosa.

Natal pra eles

Hoje me veio um relance. Acho que realmente muita gente já pensou nisso, e eu como sempre estou atrasada!
Mas o que será dos nossos irmãos de rua nesse Natal?!
Apenas mais uma noite fria, ao relento da margem de uma calçada?!
Com o barulho de fome fazendo eco lá dentro e a solidão do vento que produz ruídos!?


Quero poder fazer um gesto concreto para essas pessoas.
Ser uma fagulha de felicidade, nem que seja apenas nesse dia, e que Deus permita, em muitos outros!
E já sei até a quem vou recorrer! ;D

domingo, 11 de dezembro de 2011

Auto-backup

Não gosto de máquinas. Elas me dão medo, principalmente quando são inteligentes e tentam imitar os humanos. Mas tá chegando a época de realmente fazermos um backup.
Gravar um CD com os melhores momentos e ter esperança de nunca mais perder aqueles dados.
Revelar fotos como se elas fossem ficar armazenadas em HDs externos, escrever suas experiências, o presente que vc mais gostou, o melhor filme, o melhor livro.
E claro dar aquela formatada, afinal, tem coisas que você tem que deletar, existem momentos que precisam ser excluídos.
Tenho feito essa experiência com meu scrap book, de 2009 pra cá tem muito chão a ser salvo.


Seu HD precisa estar novo em folha, seu processador tbm. Pra poder ocupar o espaço desses terríveis arquivos com novas fotos, novas pessoas, que no fim do ano que vem, novamente serão backups.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Eco

ACÍDIA!
Tudo parece ter caído em normalidade.
Não se move mais uma agulha aqui dentro.
A minha vida, antes agitada, conturbada, desesperada, fugaz, hoje passa, eu só percebo o tempo escorrer pelas minhas mãos, e numa depressão me pergunto: o que você está fazendo, nina!?


Sinto falta do que me inspirava, sinto falta de um tempo que se passou...
Sinto falta de todas as palavras, antes desnecessárias, que ficaram apenas em papéis.


Principalmente das palavras...
Não me parecem verdadeiras...
Não me parecem fiéis...
Poxa, porque é que fazem tanta diferença?
Se antes eu lia as coisas nos olhos, hoje fui tomada por uma cegueira.


Não sinto necessidade de contar nada a ninguém. Até travaria e não saberia dizer se alguém perguntasse. O dom de ter um lugar pra me ouvir, isso aqui, nesse momento, virou a chave das minhas trancas.
Mas sinto mesmo é a necessidade de ver tudo parar, só pra eu poder descontar meu desespero GRITANDO, assim ninguém me julgaria louca, por ser intensa.
sem que ninguém ouça, sem que ninguém perceba.


Pareço ser necessária a alguns e completamente dispensável a outros.
às vezes um sentimento tão passageiro, me pega desprevenida, achando que irá me enlouquecer...
um sentimento que diz: "sempre... sempre foi assim. Eles te conhecem, eles te amam rapidamente, se acostumam com a sua "doçura amarga" e logo depois... te abandonam".


Tudo parece ser passageiro.
As palavras são... as cartas... os papéis... as fotos, as PESSOAS!"
Eu sou passageira.


A agonia as vezes tromba comigo pela rua, minha cabeça vaga pra longe, busca respostas...
busca aliviar um peso, jogar no lixo um tédio, espantar uma preguiça, emagrecer uns par de kg, ajudar alguém, mandar tudo se explodir!


A verdade é que, tão quanto minha gula me faz "barriga sem fundo", também assim é meu coração: sem fundo. Sem limites, um poço na qual parece que as pessoas só vão tirando a àgua, e deixam o baldinho lá, não voltam pra buscar. Assim meu poço foi visitado tantas vezes, e o que vi foi gente saciando a sede e meu poço se esvaziando. VAZIO. Finalmente encontrei-te palavra fujona!
Não basta eu passar por um momento que sou importante, pois minha mente vaga já para quando isso irá acabar... sempre acabou... vaga pra quando irão me esquecer mais uma vez.
AAAH DEZEMBRO! Mês ingrato. Tão feliz, e tão melancólico ao mesmo tempo.


às vezes penso nas atrizes de filmes.
Viver tudo aquilo, mágico, com intensidade, em apenas 2h de imagens rodando numa tela.
Viver como Jamie, como Bella.
Com magia. Como uma princesa (gordinha). E que tivesse um príncipe (que a amasse sem os espartilhos pra deixá-la mais magra).
O tempo é o de menos, eu não me importaria se esse menos fosse só 2h.
A maior mentira que vivi foi querendo viver tudo de uma vez.
Depois poderia morrer... e ser esquecida... como acontece nos filmes.


De onde vem essa intensidade? Essa loucura de querer surreal?
Esse ECO, que nunca se cala?
Bate lá dentro e grita: VIVA, VIVA, VIVA.
Corre pelas artérias num racha ilegal dizendo: ARRISQUE. OUSE. EXPLODA.
Seja aquilo que você foi.
E eu lá... nadando contra a correnteza e dizendo: essa aí, já morreu.


Afinal, quem conhece, sabe que a melhor descrição pra ela é: INFINITO... INTENSIDADE...
É como diz aquela minha canção, daquela banda que parece me descrever: "O dia mente a cor da noite, e o diamante, a cor dos olhos... os olhos mentem dia e noite, a dor da gente."



Espero mesmo ter onde aportar. E não me pergunte se estou bem... a resposta será a mesma, e com o mesmo sorriso.


O ANJO MAIS VELHO - O TEATRO MÁGICO



O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente"
Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma daquilo que outrora eu deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..