Páginas

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

A Pandora de cada um


A primeira vez que filosofei sobre isso foi com uma música do Capital inicial:
"O que você faz quando ninguém te vê fazendo?! Ou o que você queria fazer se ninguém pudesse te ver?!"

A verdade é: TODOS somos mascarados!
Por mais que alguém diga ser transparente... por mais que alguém diga não ter segredos...
POR MAIS QUE ALGUÉM DIGA SER O QUE REALMENTE É...
Todos mascaramos uma grande omissão. Brutal e monstruosa.
DE PENSAMENTOS, de PASSADOS, de traumas...
Emoções. Sentimentos.

"Se você não consegue fechar os olhos, é porque não consegue encarar-se! Ao fechar os olhos vê-se o mais profundo da alma. Imagine-se na frente de um espelho... Um espelho onde só você pode ver o que é de verdade. Aquilo que omite. O mais profundo interior, Todas as vezes que enganou, que mentiu... SÓ PERMANECE DO SEU LADO, A PESSOA QUE TE AMA COMO VOCÊ É, que te aceita. Se você ser o que é em essência, apenas amigos verdadeiros se aproximarão por gostar daquilo que você é, e não da imagem que criou!"
(Minha primeira pregação sobre personalidade! *-*)

Já parou pra imaginar como seria se você pudesse ouvir os pensamentos de alguém?
Eu já quis um dia! ACHO QUE TODOS QUISERAM! oopsaksaopask...
E as vezes quando falo alguma coisa e a pessoa fica pensativa eu pergunto: "No que você está pensando?!"
Mas na verdade penso eu existir muito mais contras do que prós nessa brincadera de ouvir pensamentos.

Nossa mente é o unico lugar onde temos total privacidade.

Agora eu pergunto: Se alguém descobrir aquilo que você oculta no seu mais íntimo, VOCÊ SE ENVERGONHARIA!? Sentiria remorso? VERGONHA!?
- E se você se envergonha, seria isso um pecado? Capital!?

Todos temos uma caixinha de Pandora dentro de nós. E eu sinceramente não gostaria que ninguém abrisse a minha caixinha. PORQUE NEM SÓ MUSICA SAIRÁ DELA. Mas os sentimentos ruins e maldades que já pensei se libertarão juntos.

Apenas não se esqueça meu amigo, que há ALGUÉM QUE PODE VER TUDO AQUILO QUE VOCÊ OMITE.
E embora não-humano, Ele pode se chatear, entristecer-se.
Eu tenho o sério problema do impulso mental. Nem penso e logo penso! Melhor, não tenho controle sobre isso. Não quero pensar, mas já foi. Não quero lembrar, e já me veio imagens.

A Pandora de cada um... renderia um bom livro. Cheio de aventuras... Cheio de boas e lindas historias tristes. Cheio de romances implacavelmente sedutores.
Mais intrigante é a pergunta: QUAL O TAMANHO DA SUA CAIXINHA!?

2 comentários:

  1. A minha caixinha... como deve imaginar.. é, é brutal!!!

    ResponderExcluir
  2. Mais do que ter a nossa própria caixinha dentro de nós, ainda temos o anjinho e o diabinho sussurrando no nosso ouvido, um de cada lado...

    Só Aquele que é Verdadeiramente transparente pode nos ensinar a lidar com a nossa caixinha...

    ResponderExcluir

Diálogo?