Páginas

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Monotom

A vida parece tão estável. MONÓTONA. Sem vida, sem cor, sem magia, sem gosto. Sem diferenças.
Ao contrário. Tá um camicaze, revirando sem parar, de cabeça pra baixo!
O fim de um sonho pode parecer o fim de todos os outros.
As coisas parecem estar tão entrelaçadas.

É como NÓS!
muitos nós em uma só vida.
São semanas em conflitos, noites em claro.
Olheiras roxas enormes por ansiedade.
Por temer perder aquilo que mais amo no mundo.
Por temer ser fraca pra algumas situações.
Temer não saber o que fazer daki pra frente.
Entre a felicidade e o tormento.

Parece ser fácil escolher não é?
Eu percebi que não.

Porque os dois caminhos parecem levar ao tormento, cedo ou tarde.

Não queria levar aquele longo tempo sem comida em um quarto escuro, porém não depende de escolhas minhas...
Depende da mão que o tal do "destino" vai tomar.

Tudo está nas mãos Daquele que me entende.
E sabe o que é melhor pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diálogo?