Páginas

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Chame como quiser.

Horário de saída do serviço. 5:15 da tarde. Eu estava acabando de separar as ultimas peças das 10 caixas que separei, quando ouço a minha companheira de trabalho Marina dizer: "Vou fazer exame amanhã!"
- Do quee? tá doente? o que você tem"!? - Eu perguntei assustada.
- Não bobinha! Acho que tô grávida! - Asterisco. Infinitos tracinhos, Asterisco.
Meus olhos encheram-se de lágrimas. Quando percebi tava chorando. E ela me perguntou o que aconteceu. Eu respondi: "Rezei por você. Você disse que não conseguia engravidar, e estava tão triste. Não sorria mais. Eu lembrei de você nas minhas orações. Agora você diz que acha que tem um nenê aí dentro!" - exclamei botando a mão na barriga dela! - Isso quer dizer, que o mesmo Deus que atende na igreja católica, atende também na sua igreja *----*.
E na verdade, me privar de ser mãe, seria algo incrivelmente dificil de eu aceitar. Acho, quer dizer, tenho certeza, que entraria em profunda depressão; AFINAL, É O MAIOR DE TODOS OS MEUS SONHOS.
Isso me toca. Me emociona. Ouvir que ela estava grávida, foi o mesmo sentimento talvez, de que se eu estivesse no médico, ouvindo isso da boca de um. :00
E se com uma amiga foi assim, imagina como será comigo.

A prosa continuou, e depois dela me contar que nem tinha certeza, mas que tinha enxoval e tudo, ela imendou um outro assunto: "Ah, você viu o que aconteceu hoje de manhã?!"
- Oque? - Fiquei curiosa.
- Os lixeiros estavam trabalhando, la no lixão. Aí eles viram um saco preto com a boca amarrada. E havia um cachorro brigando com um urubu por causa do saco. Os lixeiros curiosos foram ver o que era. ERA UM BEBÊ. Estava morto. Há mais ou menos uma semana; COM A BOCA AMARRADA.
E para quem havia chorado de felicidade há alguns segundos atrás, eu agora soluçava, de desespero. DE angustia, um sentimento inexplicavel e horrivel, como uma faca no coração.
Ela se assustou. E perguntou mais uma vez:
- E agora? porque chora tanto!?
- Porque a pessoa que fez isso, não sabe o que é ser mãe. - Foi a unica coisa que meus pulmões jogaram para fora. Apesar de querer botar muito mais coisas. Como: Aquela mulher não imaginou o primeiro sorrisinho dakele bebê. A primeira vez que ela ouviria a voz fininha. A primeira palavraa. O primeiro: "mamãe!". Será que ela não pensou no bebê agarrando o seu dedo com aquela maozinha frágil? O primeiro tombo que zelosa, ela correria atras pra ver se não machucou nada? Será que ela não enxergou nada das coisas lindas e mágicas de uma gravidez? Tipo, era uma coisinha inacreditavelmente minuscula, que mês a mês ia se transformando, até ficar do tamanho que cabia nos seus braços. E depois vira isso que nós somos hoje. Só sei que... Eu não conseguia conter os soluços. Marina tentava me acalmar. E eu com o tempo fui parando de chorar.

Acho que, o milagre mais lindo que existe é a gravidez. Sentir que você carrega dentro de você UMA VIDA. Um Alguémzinho bem pekenininho, que você ama, desde o momento em que você o fez. Uma criança NASCE DO AMOR. Um amor incondicional, um amor ilimitado, onde duas pessoas tornam-se 1 só. Pelo menos assim deveria ser. Tudo se tornou tão fácil hoje em dia. Não há mais valores, não há mais tradição. "Familia está fora de moda!". Só se vai num baile, conhece-se um carinha que a garota nem lembra o nome. Ela dá pra ele aquilo que deveria ser dado ao homem que provasse que a ama, e que a queria para a vida toda, pedindo-a em casamento. E pode ser em qualquer lugar. VULGAR. ANIMAL. Não há mais o amor. O AMOR QUE É A UNICA CONDIÇÃO COM A QUAL ISSO DEVERIA ACONTECER. E não é mais assim. Eu sinto medo. MEdo de que não existam mais pessoas que pensam assim. MEdo que mais e mais anjinhos inocentes sejam "DESCARTADOS" como objeto sem respiração. Sugados, cauterizados. POR UMA ATITUDE IDIOTA DE SE DOAR A QUEM NÃO MERECIA, A QUEM COM CERTEZA ABOMINAVA A IDEIA DE SER PAI, A QUEM NO DIA SEGUINTE VAI TE CHAMAR DE COMIDA! Será que só eu acho que uma criança não deve nascer indesejada? Não deve ser chamada de ACIDENTE? Será impossivel mudar os conceitos de uma infinidade de jovens que acham isso NORMAAAL!?

E então se espera os 9 meses mais demorados da sua vida, Olhando que nem boba pra sua barriga, e vendo seu marido ficar que nem um bobo falando com ela. E O mini-ser-humano já ouve tudo; Você espera, comprando roupinhas, fazendo ultrasonografias, só para se sentir mais proximo, só pra manter contato com SEU PROPRIO INTERIOR. Você espera um tempo que é mais uma eternidade, até que akela coisinha pequenininha esteja chorando em seus braços. Alimentando-se da propria mãe. Você tem bem ali a inocência encarnada. O chorinho doce, a preocupação com se o choro é de fome, ou de dor, ou de frio. Mãe sabe o que é né. Mãe ama, cada fiozinho de cabelo que tem ali. Toda e qualquer espécie de mãe torna-se o próprio amor.
E esse é meu maior sonho. Quero me formar. Arrumar um emprego na minha área. Quero construir uma casa. Já sei com quem quero me casar. Já sei com quem eu vou partilhar esse amor tão grande que vai me invadir. Já sei quem vai me ajudar a realizar esse sonho. E eu vou ser a mãe mais coruja do mundo. Vou tomar muito cuidado com os mimos em excesso. E vou cobrir aquela criança com toda a minha dedicação.
Quero que, ao realizar esse sonho, EU POSSA TER EM MEU CORAÇÃO TODO O AMOR QUE AQUELA CRIANÇA ENCONTRADA COM A BOQUINHA AMARRADA NUM LIXÃO, NÃO TEVE. Quero que lá no céu, indefesa, ela sinta o sofrimento que eu tive, pela mãe dela, que não teve.

Vocação? Instinto? Sonho? Lombriga? Eu não sei. Chame como quiser.

2 comentários:

  1. JURO que chorei no segundo parágrafo.. deu pra sentir exatamente o que você sentiu D:
    E, sei lá, eu nunca realmente parei pra pensar nessa coisa de ser mãe, por isso nunca senti vocação, uma vontade grande. Mas, cara, depois que eu li esse post a primeira coisa que eu pensei foi 'eu quero ter filhos. eu quero sentir isso'.

    ResponderExcluir
  2. Ser MÃE a imagino isso sempre que olho pra minha exemplo de tudo, de amor, de carinho, de superação tbm... Cara tem gente por ai que ainda aborta, que ainda se entrega a qualquer homem.. É muito triste porém sei que ter filhos é pra nós mulheres, e me pergunto nós mulheres temos que ser muito especiais neh pra termos este DOM tão lindo, magico...
    Ser mãe é ser Amar mesmo sem nunca ter visto aquele rostinho que esta ainda se formando dentro de si, meeu vô para de fala pq ja tô soluçando ... rsrs ...
    E esse teu sonho Niina tem valor pra muitas mulheres, Pena que algumas ainda não compreendam isso ..

    ResponderExcluir

Diálogo?