Páginas

segunda-feira, 1 de março de 2010

O Sonho que invadiu meus sonhos

Meu dia foi muito agitado, e horrível. Eu tentei desesperadamente me livrar das lembranças ruins da ultima tarde para poder pregar os olhos.Talvez o teto estivesse gritando pra eu não dormir também. Seria uma noite muito muito longa, e eu realmente precisava dormir se não quisesse ser reprovada naquele ano, meu sono atrasado não me ajudava com a concentração.
Forcei minhas palpebras para baixo e me afundei no travesseiro. Cobrir a cabeça talvez ajudasse, mais parecia como fechar uma gaveta, e eu queria que a Chris estivesse nela. Só reabriria essa gaveta quando estivesse mais tranquila.
Depois de revirar 300 vezes na cama e quase acordar minhas colegas de quarto, eu finalmente estava em outro lugar. Em sonho.

O SONHO QUE INVADIU MEUS SONHOS
Rosas roxas. Foi a primeira coisa que me chamou a atenção, e que me fez ver que aquilo não era real. É incrivel como nossa mente brinca conosco ás vezes, eu estava sonhando, mas podia jurar, que sentia o cheiro suave das flores mais lindas que alguém poderia presenciar, odor de rosa, com um suave toque de cravos. Mas o mais belo da paisagem eu vi quando me virei 90º, deitado sobre a grama, fitando o vazio da imensidão interminavel azul sobre as nossas cabeças. O vento acariciava lentamente suas asas justapostas ao chão.
Meu sorriso se abriu, e tive a impressão de que o conhecia, há muito, muito tempo. Assim que ele percebeu que eu estava ali, mal pisquei os olhos e o senti bem atras de mim, pegando uma mecha dos meus cabelos para brincar com os dedos. Me virei para ele e ali estava meu rosto, a dois palos do dele.
Seus olhos castanhos normais e encantadores prenderam os meus. Uma eternidade poderia ter passado, mas eu ainda estaria ali, incansavel encarando-o. Os dedos dele tocaram suavemente minha face e o indicador percorreu o contorno da minha boca.
Me limitei a fazer o mesmo - por pouco tempo.
Minha mão se elevou a altura do pescoço e o envolveu enquanto meu polegar dançava em suas madíbulas. Tudo nele parecia ter um ímã mortal que me ligava, onde eu tocava, minha mão não queria sair. Onde eu olhava o magnetismo me prendia.
- Senti tanto sua falta Amy! - E de repente aquele vinco de saudade estava em sua testa. Ele me abraçou, o melhor abraço, o mais suave e aconchegante que já recebi, mesmo que em sonho - Por que demorou tanto? Eu estava aqui sozinho, e esse lugar sem você é um tedio.
Nossos rostos se aproximaram, por um segundo ele hesitou. Foi o bastante para eu dar o impulso de 5 centimetros que faltavam para unir nossos lábios.
No outro flash que me lembro do sonho, nós estavamos deitados juntos na grama olhando para as mimi-fadas, que mais pareciam borboletinhas, as penas das asas me lembravam o travesseiro.
OPS, É O TRAVESSEIRO!
Meus sonhos costumam ser claros, mas nunca foram tão reais como aquele. Eu tenho certeza de que Jeliel é exatamente como no sonho. Um sonho tão real, que eu podia jurar sentir aquele beijo. Naquele momento quis ter a mesma dificuldade que tive para dormir, mas dessa vez, para acordar. O teto me encarou novamente, e parecia dizer: "Foi só um sonho Amy, não foi real!". Teto estraga-prazeres.
Aquele beijo, aquele abraço, ELE, pareciam sonhos para mim também.
Eram SONHOS, dentro dos mues sonhos!
Jeliel, é um sonho á parte. E só Chris poderia realizar.
Teria de deixar minhas maguas de lado, e ver se ainda conseguiria o que tanto desejei quando acordei.
____________________________________________________________________
é isso ai genteen, mais um pedacinho da minha historia pra vocês. Quase 7 capitulos prontos ;D
Faltam alguns detalhes e tal. Algumas tramoias, e mais conteudo. To quase lá.
Eu resolvi postar essa parte, porque sempre posto algo que eu queria que as pessoas se identificassem, ao menos uma pessoa na face da Terra, ja teve um beijo tão magico assim, um abraço tão intenso e aconchegante. Eu estou esperando pra ter o meu Jeliel *-* Um dia, quem sabe, ele chegue. Esperanças ardendo ainda :S
Esta imagem, eu fiz uma releitura dela. Um desenho do livro mesmo. Dá até pra ver os caxinhos do Jeliel. Quando eu terminar de pintar a oleo, eu posto :D
Beijos para vocês que gostaram da historia. Vocês me inspiram a continuar escrevendo.

Um comentário:

  1. Anaaaaaaaaaa!
    Tah ficando mt fera!
    *.*
    Vc sabe brincar com os sentidos, parece até que a gente "sente" a história...

    E o desenho do Jeliel tá mt bom tbm...
    Se vc leiloar algum dia, eu compro! shauhsuahsua

    ResponderExcluir

Diálogo?