Páginas

terça-feira, 15 de setembro de 2009

O único verde que interessa!

"Mãe, onde foi parar aquela árvore que estava ali?!"
"Virou estante de sala, meu filho!"

Mesmo que morando numa "cidade-buraco" onde não há muito desmatamento, parece que eu ouço o barulho das motosseras e o estalo dos galhos caindo ao chão, cada corte, parece ser refletido em minha garganta! Isso precisa tanto parar!
Eu fico me perguntando quando a natureza vai se cansar de ser boazinha com a gente! Até quando seremos capazes de ROUBAR os elementos dela e quanto mais podemos maltratá-la, até que ponto ela aguentará?
Nós arrancamos seus pulmões, e a sufocamos com as toneladas cinzas que lançamos ao ar todo dia. Nós matamos, capturamos, prendemos, prejudicamos, e ATÉ COMEMOS, sua fauna, destruímos sem nenhuma piedade o nosso próprio e maior patrimônio em busca de satisfação materialista, tentando saciar esse nosso capitalismo exagerado.
A gente rouba os filhos dela, e trafica. A gente assassina milhões deles por dia.
TIRAMOS TUDO, NÃO DAMOS NADA.
E nossa ganância não nos deixa parar.
Ela tenta avisar, manda furacões, manda enchente, mas somos teimosos! Só damos valor quando perdemos certo?!
Nós, seres humanos inescrupulosos, já lutamos por melhorias no salário, lutamos por direitos trabalhistas, pra ganhar nosso DINHEIRO! Mas quantas vezes você ouviu falar em grandes mobilizações por melhorias na nossa grande mãe que sempre nos deu tudo, nunca nos deixou faltar nada, que agora está morrendo?
Engraçado como os verdes REALMENTE IMPORTANTES acabaram se perdendo.
Ó QUE INTERESSA AGORA É O VERDE DAS CÉDULAS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diálogo?