Páginas

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Eu sou mais o POR ENQUANTO


Hoje vou começar com uma confissão: VÁRIAS VEZES EU JÁ DISSE PRA SEMPRE!
Mas ontem enquanto estava na biblioteca parei pra pensar nas limitações da vida. Resultou na minha percepção de que o tal PRA SEMPRE é um mentiroso, controlador.
o Pra sempre é também uma limitação: " Que nossa amizade dure para sempre..." " que seja para sempre esse nosso amor"...
O que você tenta dizendo isso é limitar o tempo na qual estará ao lado da pessoa.
Por isso eu prefiro pensar no PRA SEMPRE como um "frequentemente", pois eu vivo aqui, e agora, eu vivo no presente e o futuro é incerto para mim.
Todas as vezes que eu disse PRA SEMPRE, era essa mesmo a sensação, era o que eu queria, mas acabei enxergando que ele não existe, ou que está muito distante.
E de hoje em diante eu não direi mais "para sempre", PORQUE NÃO É INCERTEZA O QUE EU QUERO.
E o Para Sempre não existirá enquanto nós mesmos um dia chegamos ao fim...
Entre o Para Sempre e o POR ENQUANTO... eu fico com este último. Pois é agora que tem valor, é agora que me traz sensações, é agora que eu estou sentindo...POR ENQUANTOO..

"Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar que tudo era pra sempre sem saber, que o pra sempre sempre acaba.
Mas nada vai conseguir mudar o que ficou."

Eu vivo, POR ENQUANTO.

Um comentário:

  1. Ana... não creio que o "pra sempre" não exista. Apenas creio que nenhum ser humano ainda conseguiu descobrir o que ele realmente significa (assim como há diversas outras coisas na vida que o ser humano ainda não entende e, com sorte, nunca vai entender...)

    ResponderExcluir

Diálogo?